You are currently browsing the tag archive for the ‘turismo’ tag.

Lagos, castelos, ruínas, um mar que me lembrou aventuras medievais. Bonito. Tudo lindo e mágico como todas as Ilhas – britânicas ou não – cercadas de água por todos os lados e povoados por histórias, lendas, pelo imaginário e pelo real. Assim é o Pais de Gales. Ou pelo menos, o Gales que eu conheci. Cardiff, a capital, é bonita, segura e o povo de lá simpático quando dizemos please e eles abrem portas e escancaram janelas. Ninguém consegue pronunciar aqueles nomes enormes em letrinhas bonitinhas no idioma extra-oficial do país, gaélico. Não sei quando volto por lá. Mas me sinto “em falta” com o país, que os ingleses esnobam achando meio “caipira” (mas quem os ingleses não esnobam?). Lembro de Cardiff, o porto remodelado com belos prédios residenciais, comerciais, área de lazer e o porto mesmo transferido para outro lugar, que nem aconteceu em Liverpool. Lembro de Snodownia, um belo parque com lagos, altas montanhas e um clima que lembra histórias de cavaleiros e dragões. Saltar na estrada em meio ao frio para uma foto. Aventura. Cerveja na lojinha dos discos celtas.
A travessia de Fishguard para a Irlanda foi o primeiro cruzeiro maiorzinho do que um passeio de escuna. Esse marca. Principalmente porque o mar joga e o barco sobe, desce e cai em meio às ondas. Me senti Isolda levada por Tristão num caminho de volta, mas num barco transadinho com freeshop onde comprei monte de perfumes “made in France”, fast-food onde tracei um belo combinado de hambúrguer (naqueles tempos eu ainda comia hambúrguer) com batatas fritas regada a coca-cola, naturalmente. Isolda nunca ousaria. Mas eu também não beberia filtros mágicos… o no meio do caminho. Na volta, fiz um caminho diferente, pulando de ilha em ilha até chegar a Snowdonia com suas paisagens estonteantes. No caminho, ruinas provavelmente celtas, carneirinhos, templos, muros de pedra.
Pode até ser que os ingleses achem meio caipira, mas vale a visita.

autora – Maria de de Fatima Dannemann

Uêba - Os Melhores Links

Bookmark and Share

Anúncios

De repente, deu vontade de voltar a escrever sobre a Tunisia. Foram muitas imagens. Algumas, intraduziveis. Outras assim, como essa da foto: uma fantasia para os olhos.

Essa profusão de mar e céu azul – lindos por sinal – é Djerba, uma ilha mágica. Dizem que Ulisses esteve por lá nas aventuras contadas na Odisseia. Foi lá que ele teria encontrado as sereias que, longe de serem bonitas, eram seres monstruosos que atraiam os marinheiros com a voz.

Seja como for, Djerba ainda atrai navegantes, traseuntes, turistas. É uma ilha que mistura o ecossistema do deserto (com tamareiras, oasis, etc) com o Mediterraneo. Tem longas praias de águas muito tranquilas e muito azuis e um aqueduto construido pelos romanos que traz agua dos Montes Atlas até lá. Hoje, pode não haver sereias por lá. Mas há ceramistas fazendo trabalhos belíssimos (e baratos), boa comida com frutos do mar, resorts internacionais, souks diversos e povos bérberes que ainda mantém tradições antigas.

mais acessados

  • Nenhum

Fotki

Twitter

    follow me on Twitter

    Páginas

    agosto 2019
    S T Q Q S S D
    « mar    
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031  
    Anúncios