You are currently browsing the tag archive for the ‘poema’ tag.

prisioneira.jpg

Prisioneira do tempo

Fatima Dannemann

Prisioneira do tempo
correndo célere
como ponteiros de segundo
no relógio da praça
Não paro
Esqueço o momento
correndo para o futuro
e o agora corre rápido.
Prisioneira do tempo
tal qual ponteiro do segundo
no relógio da praça.
E as praças já não têm relógios.
E os relógios das ruas
já não têm ponteiros.
Nem marcam segundos.
Piscam mostrando a temperatura.
E o tempo corre célere.
Esquece o momento
correndo para o futuro
e o agora corre rápido.
Como eu
em busca do amanhã.
E eu e o tempo somos apenas um.

Anúncios

mais acessados

  • Nenhum

Fotki

Twitter

    follow me on Twitter

    Páginas

    junho 2019
    S T Q Q S S D
    « mar    
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    Anúncios