You are currently browsing the monthly archive for fevereiro 2013.

Campos do Jordão, SP, foi uma das mais gratas surpresas de minhas viagens. Situado a 1628 metros de altitude (é o mais alto municipio brasileiro considerando-se a sede), na Serra da Mantiqueira, tem um certo ar europeu, muito charme, um clima ameno, lojinhas com preços convidativos e muito chocolate, entre varias outras atrações. A cidade se espalha entre altos e mais altos ainda e dos mirantes no topo da serra, vê-se a cidade, lá embaixo, com seus predios e casas em estilo chalé. Mas, não somente isso. Uma das residencias oficiais do governo de São Paulo, o Palácio Boa Vista, fica no municipio, no alto de um morro e em meio a um parque bem arborizado e com muitas flores.

Uma outra atração do municipio é o Mosteiro das Irmãs Beneditinas. O complexo de construções que inclui a capelinha da foto abaixo (linda por sinal) fica em meio a um parque belissimo. Os turistas não chegam a perturbar a paz das monjas que ficam enclausuradas. Poucas delas aparecem nas lojinhas que vendem produtos religiosos e deliciosos biscoitinhos. A influência estrangeira é grande. Restaurantes servem especialidades francesas, alemães e suiças, entre outras. A cervejaria Baden é ponto de parada obrigatoria entre nativos e turistas. Muitas pousadas são temáticas como a Canadian Lodge, onde até placas destinadas aos cachorros estão em ingles. Em dias de clima mais propicio, um programa obrigatorio é subir de teleférico aos pontos mais altos para ver as vistas da cidade, que é tranquila e cercada de muito verde.

Se o vestido contasse pontos, Jessica Chastain, candidata a melhor atriz por A hora mais escura, estaria entre as tops.

Ela estava de Armani Privé, meio dourado, bordado, enfim, vestido pra subir no palco e esnobar com o Oscar na mão.

***
Falando em esnobar no palco, Jennifer Lawrence, a vencedora do premio de melhor atriz por O lado bom da vida, tadinha, se deu mal. Estava com um vestido Dior, bonito, mas muito armado e com uma cauda enorme. Tropeçou no palco e caiu. Hoje, está nas páginas de jornal e sites da net pelos motivos errados.
***
O modelo mais comentado na TV, na net. e etc foi o de Anne Hathway, vencedora como coadjuvante por Os miseráveis. Estava chique, mesmo, e sem exageros.
***
E o povo já gosta de falar mal. Certo! Ela comprou o vestido na loja de departamentos H&M, que vende roupas da moda meio baratinho (nem tanto assim). Mas, se eu fosse Helen Hunt faria o mesmo. A indicação ao Oscar foi protocolar, acho que ela sabia disso. Senão, não economizava no vestido, que não estava feio e veio acompanhado de joias caras.
***
Charlize Theron, de cabelos curtissimos (assim como varias outras atrizes que também estavam usando cabelos curtos), foi alvo de fofocas. Dizem as más linguas que o modelito que ela usou seria copia do vestido de Anne Hathway no Globo de Ouro. Cópia, não foi, mas que parecia, parecia. Mesmo assim, estava chiquerrimo.
***
Sei que era um Oscar de la Renta. Sei que custou milhares de dólares. Mas eu não gostei do vestido de Amy Adams, também uma das indicadas da noite. A atriz de Julia e Julie e de Encantada, parece não ter se desvencilhado do papel de princesa de desenhos animados que vem parar na Manhattan moderna e me apareceu com um vestido cheio de frufrus na saia.
Oscar tambem tem bizarrices. Uma delas foi o vestido de Kelly Rowland (o ó, aqui pra nós).
E mais unzinho, o de Sandra Bullock.

Image3

Maria de Fatima Dannemann

Como sempre, a Globo é alvo de críticas. Culpa do Fantastico, que anda mais chato do que nunca, do BBB13 que está que é pura manipulação, e do exagero na promoção de coberturas que viram apenas tapeação. Ontem, quem não tinha TV por assinatura, viu apenas um pedaço da cerimônia de entrega do Oscar 2013. Quando começou a transmitir, já tinham sido distribuidos uns dez prêmios.

***

Bom, quem pode, acompanhou a cerimônia nos antes, durante e depois. O E, desde de tarde, mostrou prévias, red carpet, fez entrevistas e coisas assim. O TNT, tres horas antes da Globo começar sua transmissão, já mostrava o Red Carpet. Quando a cerimônia começou a ser transmitida na íntegra pelo TNT, o Fantástico sequer havia terminado, e ainda vinha o BBB depois.

***

O prêmio este ano foi mais ou menos dividido. Mais ou menos, porque em vez de um faturar a maioria, foram vários ganhando entre uma e quatro estatuetas. O mais premiado foi As Aventuras de Pi, de Ang Lee. Acompanhando a tendência de outras premiações, inclusive o Golden Globe, Argo (que passou batido pelos cinemas brasileiros) foi o vencedor de melhor filme e dois outros premios, num total de tres.

***

Campeão em indicações do ano, 11 ao todo, Lincoln ficou com só dois premiozinhos, melhor ator para Daniel Day Lewis (que eu não gosto desde que ele fez Meu pé esquerdo, filme chatissimo, aliás) e melhor direção de arte. Apesar do numero musical, com todo elenco cantando ao vivo, ter sido aplaudido de pé, Os Miseráveis não ganhou de melhor canção (perdeu para Adele, com Skyfall, musiquinha meio chata).

***

Mas, música chata ganhar o prêmio não é novidade. Les Miserables, na verdade, nem podia ganhar de trilha sonora uma vez que nem foi inédito (só teve uma canção que não estava no teatro). O musical ganhou maquiagem, atriz para Anne Hathway (não morro de amores, mas ela está bem na fita como Fantine) e mixagem de som. Empatou com Argo no numero de premios.

***

Jennifer Lawrence, que está otima em O lado bom da vida, ficou mesmo com o Oscar de melhor atriz. Foi o único deste filme que é uma delicada comédia meio romântica, meio dramática (coisa que a Academia, careta no último, nem curte muito). Django Livre teve mais sorte e abocanhou dois, ator coadjuvante, Christoph Waltz, e roteiro original para Quentin Tarantino.

***

Enquanto isso, a Globo formava mais um paredão no BBBesta 13. Eu errei vários dos premios do Oscar (jurava que Os miseráveis ia ganhar e que Bradley Cooper iria levar o de melhor ator por O lado bom da vida. Mas eu esqueço que são quatro mil americanos, em sua maioria veteranos do cinema e caretas.). Mas acertei no paredão. Marcelo, Elieser e Nasser na berlinda.

***

Espero que as pessoas votem certo. Falo isso, pois em vários portais da net, há chamadas do tipo vote aqui mas são apenas enquetes. Quem quiser votar MESMO, e me ajudar a detonar o pior dos tres, ELIESER, que entre no site da Globo, clicando AQUI

Uma coisa que eu aprecio nas cidades que eu visito são as artes. Não só as artes dos museus e galerias, mas as artes de ruas. Em Buenos Aires, no ano passado, registrei algumas dessas artes. Duas portas encobertas por um painel em uma avenida movimentada do centro da cidade.

No estádio do Boca Juniors

Uma ambientação interior em uma galeria de lojas do Caminito

Depois da trilogia dos 50 tons de cinza, mais escuro e de liberdade, começaram a aparecer outros titulos “coloridos” nas livrarias. Que tal umas sugestões para os próximos?

50 TONS DE ROSA – um verdadeiro manual de sobrevivencia para barbies pós-modernas. Em vez de letras com frases incompreensiveis tipo IVO VÊ A UVA, ou mesmo de páginas em branco, o livro traz paginas em rosa para acertar na escolha do próximo vestido.

50 TONS DE GLITTER – perua que é perua quer mais um livro brilhante em todos os aspectos. Escrito em ingles numa linguagem do tipo “the book is on the table” o livro tem mais figutras e fotos do que as revistas da moda e é tão brilhoso que se faltar luz, ninguem mais precisará de lanterna. Ideal para combinar com joias, bolsas e sapatos.

50 TONS DE CAQUI – Volume inteiramente dedicado aos que acham que Hitler não morreu, que ser ditador é o máximo e totalmente contrário as máximas do politicamente correto que, aliás, muita gente acha politicamente chato.

50 TONS DE VERDE – escrito especialmente para ecologistas radicais traz a linda estoria de amor entre uma traça e alguns volumes de uma enciclopedia sacriticados por dois moticos: 1 – com os sites de busca, ninguem pesquisa mais nada em enciclopedia, 2 – traça tambem é ser vivo e ninguem tem direito de extermina-las.

50 TONS DE PIZZA – escrito em Brasilia nos corredores do governo conta as artimanhas de como fazer falcatruas e permanecer impune.

tutti frutti

Esta foi uma quarta-feira de cinzas inusitada com um papa quase fora do Vaticano, mas o bispo de Salvador já anunciou: vai ter campanha da fraternidade.

***

A saida do Papa Bento XVI quase abafou os acordes do carnaval. Quase. O marketing de alguns artistas foi mais forte. Saulo dando “tchau Banda Eva, Claudia Leite virando personagem de HQ.

***

Falando em HQ, a fantasia de toureira de Ivete Sangalo mais parecia roupinha de Mangá Japonês. Ela lembrava Sakura Card Captor. O modelito transparente do ultimo dia estava bregaaaaaaa.

***

Enquanto isso, jornais deitaram falação em Daniela Mercury (logo ela que tem um camarote 0800 para onde se dirigem varios representantes da imprensa). Tudo por conta de uma pancada acidental que ela levou.

***

Daniela apareceu pouco na TV esse ano. E mesmo assim apareceu mais do que outros artistas, bandas e cantores que não apareceram hora nenhuma. Injusto. Mas a mídia prefere “novidades”.

***

E as ocorrências? Várias como sempre. Apagões na Barra, transporte clandestino comendo no centro, sujeira se acumulando, roubos, arrastões e a galera preocupada com os espetos de churrasquinho.

***

Saulo levou uma semana numa despedida de mentirinha (ele sai do Eva mas leva a banda que terá outro nome). Ele deixa o bloco, mas consolidou seu “tchau, mamãe” tocando pro povão. Para o ano, ele consolida sua parceria com Ivete Sangalo no Coruja e Cerveja e Cia.

***

Esse ano, o movimento nos bairros de Salvador fora do circuito de Carnaval foi maior do que em anos anteriores, sinal de que muita gente, mesmo sem pular, preferiu ficar em Salvador (ou faltou dinheiro, sabe-se lá)

***

Enquanto isso, o MSC Fantasia – que não chega a ser o maior navio do mundo mas é enorme – descarregou milhares de turistas em Salvador. Nem parecia que dias antes, um turista caiu do navio e se perdeu no mar de Santos.

***

Dados tristes e perigosos foi o numero de foliões, especialmente jovens, que tiveram complicações de saude e correram risco de vida por excesso de alcool e drogas, principalmente extase.

***

Enquanto a Transalvador fiscalizava o circuito de carnaval, Dois ônibus da BTU largaram seus carros no meio da pista da Avenida Paulo VI, um deles estacionado em cima da calçada e obstruindo garagem de um predio, para seus tripulantes merendarem. De pasmar.

***

Falando nisso, a galera se queixando de taxi que não queriam cobrar a bandeirada pelo taximetro, mas arriscando sua vida em mototaxi. As vezes, o barato sai caro…

***

E a saida do Papa repercutiu nas Redes Sociais. No Facebook, uma turma aproveitou a irreverencia carnavalesca e lançou a candidatura de Padre Pinto, ex-pároco da Lapinha, para o cargo.

***

Os abadás – antes um traje completo, agora apenas uma camiseta – estavam de uma pobreza que eu vou te contar. Tudo muito igualzinho, mesmas corezinhas, dificil distinguir um do outro.

mais acessados

  • Nenhum

Fotki

Twitter

    follow me on Twitter

    Páginas

    fevereiro 2013
    S T Q Q S S D
    « fev   maio »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728