Na semana do aniversario de descobrimento da Baia de Todos os Santos – são 510 anos desde que foi “achada” pelo navegador Americo Vespuccio em 1 de novembro 1501 – aproveito para lembrar sobre a Igreja da Sé de Palha, no Centro de Salvador. Esta igreja simplesmente foi derrubada para dar passagem ao bonde quando o “progresso” chegou a Baia. Sobraram algumas imagens, desenhos, fotos, que estão em museu, e durante a reforma da Praça da Sé (sim, o nome ficou apesar de não ter mais igreja, nem bonde e nem ao menos ponto de ônibus) construiram o monumento da cruz caida para lembrar a derrubada não só da igreja mas do patrimonio e da memória da cidade.