Fatima Dannemann

Às vésperas do dia internacional da mulher, nada melhor do que homenagear as secretarias domésticas. Muito mais do que fieis escudeiras que cuidam de outras famílias, são mulheres que se desdobram, acordam cedo, tomam as vezes três ônibus para chegar ao trabalho e quando voltam para casa ainda são obrigadas a uma nova jornada de trabalho para cuidar de sua própria casa. Aqui, algumas delas:

Laura – empregada aqui em casa há mais de 20 anos

Eliana – praticamente criou os três filhos de minha irmã

Dona Dioclécia – ex-lavadeira aqui de casa (não sei se está viva ainda mas menciono assim mesmo)

Fabiana – secretaria da casa de meu irmão Carlinhos

Neide e Leda – irmãs e faxineiras

Maria – (in memoriam) foi empregada de minha avó por mais de 15 anos

Anne – secretaria de meu irmão Marcelo

Lucilia – filha de Laura e ex-secretaria aqui de casa

Débora – empregada da casa de meu tio