Fatima Dannemann

Junior, um yorkshire terrier, é daqueles que, quando chega visita em casa, ele late, pinota, pula até que o visitante diga “oi, cachorrinho”. Assim como Junior, outros cães de varias raças estão tão incorporados à família que mais parece gente. A palavra “cachorro” (e seu feminino cachorra) podem até ser consideradas ofensivas, mas isto não tira o mérito do cachorro ou cão ser considerado o melhor amigo do homem.

Descendente do Lobo, o cachorro foi um dos primeiros animais a ser domesticado pelo homem. Da seleção por sua aptidão, foram sendo criadas as mais diversas raças e hoje são mais de 400 em todo mundo, além do vira-lata ou mestiços sem raça definida. O cão é um animal social que na maioria das vezes aceita o seu dono como o “chefe da matilha” e possui várias características que o tornam de grande utilidade para o ser humano. Possui excelente olfato e audição, é bom caçador, corredor, obediente e pode executar um sem número de tarefas.

De acordo com a Confederação Brasileira de cinofilia, as raças podem ser dividas em 11 diferentes grupos: cães de pastoreio e boiadeiros, pinscher e schnauzer, terrier, daschunds, spitz, sabujos, pointers, retrievers, cães de companhia, galgos, além das raças não reconhecidas como american pit Bull, dogue brasileiro entre outros.
Por conta de sua convivência com o ser humano, os cães têm sido personagens de filmes e desenhos animados como Rintintin, Lassie, A dama e o vagabundo, Os 101 dalmatas, Marley e eu, Snoopy, Scooby Doo, Floquinho, Monicão, personagens da mitologia como Cérbero, o cão do inferno, e Argos, cão de Ulisses, entre outros