tuttifrutiehortela

Caixas de lanchonete agora escolhem clientes. Foi isso que aconteceu no Aeroporto onde uma caixa do Bob’s recusou-se a atender uma cliente para não atrapalhar sua (lá dela) paquera. Abusivo e absurdo.

***

Falando em comércio, e o gerente do Bom Preço da rua Pernambuco, Pituba? Além de destratar clientes, destrata também os trabalhadores. Meninas que trabalham fazendo demonstração de produto se queixam.

***

Uma delas falou sobre o gerente: “ah, eu adoro ele, principalmente bem longe de mim”. Uma funcionária disparou: “se ele trata mal os clientes, imagine nós”. Que a rede Wall-Mart tome providencias urgentes.

***

De novo reclamação: mas andar em Salvador está horrível. Principalmente andar a pé. Pior que a Transalvador fica bisbilhotando no twitter em vez de fiscalizar a cidade. Só ver como estão as ruas: carga e descarga fora de hora, pega durante a madrugada, carros em cima do passeio.

***

E as peruas que passam falando no celular (grandes coisas porque hoje qualquer pessoa tem celular) enquanto invadem sinal ou sobem no passeio em alta velocidade para estacionar em frente da loja de aluguel de roupas? E isso é só na Pituba, imagine o resto.

***

Certa cliente comeu agulhão negro em certo restaurante badalado da cidade e passou mal durante a madrugada. Ou seja, para vender o peixe da moda (sim, tem moda de peixe) os restaurantes não estão tomando cuidado no preparo. Cadê a Vigilância Sanitária?

***

Um arerê em torno da doença que mata ricos e turistas, a gripe suína, e total esquecimento quanto a doenças que matam pobres: meningite, dengue, AIDS, sarampo, calazar e mais de não sei quantas pragas estão esquecidas da mídia.

***

E a briga entre a Record e a Globo pulou da audiência e do elenco para as baixarias e falcatruas financeiras. A guerra está declarada. Enquanto isso, o povo assiste a Bandeirantes onde o CQC, aliás, está bem divertido.

***

A maior semelhança entre as duas redes não é a grade de programação, o formato dos realities, novelas ou a troca de farpas no noticiário, mas a falta de competência de alguns atores de suas novelas.

***

Assim como Grazi Massafera matou Negócio da China, a maquiagem não esconde a falta de competência de Gisele Itié em Bella, a feia, novela que mal começou e não está empolgando…

***

Mulheres que não estão nem ai para moda usando e abusando nas estampas de bicho. Principalmente estampas de cobra. Elas alegam que por causa de Caminho das Índias, a “naja” entrou em moda. Haja imaginação.

***

Falando em moda, encolheram de novo o tamanho das roupas vendidas em Salvador. Os estilistas ficam preso em padrões cirurgia-plástica-bariatrica-botocada e estilo miss-malhação e esquecem que a baiana é cadeiruda. Resultado: tamanho P? Nem nas mais esquálidas…

***

E a Revista do Yatch – inegavelmente bem produzida apesar de ainda estar com excesso de futilidade – virou a Caras baiana. Para muitos, imperdível de ser lida. Bem que a Bahia merecia uma publicação classe A. Só falta melhorar o conteúdo mais um bocadinho.

***

Ser Classe A não significa ser perua ou ser fútil assim como ser Classe Z não significa ser brega ou mendigo. Bom gosto é uma coisa, futilidade é outra. Assim, mesmo uma revista de clube pode ter algo mais. Só pensar um bocadinho.