You are currently browsing the monthly archive for julho 2009.

agendazen

VIII Encontro Baiano de Biossintese – acontece nos dias 1 e 2 de agosto na Casa da Yoga, Alameda dos Eucaliptos, 56, Caminho das Arvores, e terá como tema: os campos motores – a alma clínica da Biossíntese. Informações pelo telefone 3358-7853

Eco Run – Meia Maratona de Revezamento – será no dia 30 de agosto na Orla a corrida que conta com o apoio da Brasken. Podem participar duplas e quartetos. As inscrições já estão abertas na Internet pelo site http://www.ecorun.com.br

Aulas de Forró Universitário – O professor Danilo Viana está ministrando aulas de forró universitário às terças e sextas-feiras a noite na Academia Bio Ativa, Rua Marechal Andréa, Pituba

IV Encontro Regional Pathwork – será nos dias 22 e 23 de agosto no Bahia Othon Palace Hotel, em Ondina, o encontro que tem como tema O Poder de Criar. O encontro se destina a profissionais, estudantes e público. Informações pelo telefone 3240-6388

Anúncios

solvang

Imagine um lugar com moinhos de vento, chalés, pitorescas lojinhas com imãs de geladeira, restaurantes com saladas e sanduiches transadinhos e um monte de gente bem alta, loira e de olho azul falando num idioma que muita gente não entende. Ah, e este lugar parece, mas não fica na Escandinávia e sim em meio a um estado do Oeste Americano de influência espanhola e católica. Sim, esta cidade é Solvang, na California, um pedaço com influência dinamarquesa, sueca, uma cidadezinha pitoresca mas não muito conhecida dos turistas brasileiros embora lá se encontrem atrativos ótimos como bordados, roupas de lã baratinhas, monte de souvenires para casa como imãs de geladeira, pequenos moinhos. Para comer, basta escolher um dos muitos restaurantes que funcionam em típicos chalés de madeira e servem comida gostosa, muitas vezes em bufê. Simpáticos descendentes de dinamarqueses, suecos e noruegueses servem as mesas onde não pode faltar as cervejas feitas lá mesmo, além de sobremesas nórdicas absolutamente fantásticas.
Fonte e foto: arquivo pessoal da autora do texto, jornalista Fatima Dannemann

diabodatasmania

Um bichinho da longínqua Tasmânia, ilha ao sul da Austrália, ficou famoso graças a um desenho animado, o Diabo da Tasmânia. O personagem Taz, do desenho Taz-Mania é um diabo da Tasmânia e há quem critique os criadores do desenho afirmando que a imagem que o Taz passa é distorcida. Nem tanto. O Diabo da Tasmânia é um mamífero marsupial feroz, que ataca vários animais e ainda come carniça. Sua aparência é a de um ursinho e ele não é grande. Mede 80 cm de comprimento e o peso fica em torno dos 12 quilos. O que assusta é sua boca, dotada de poderosas mandíbulas, com uma abertura impressionante alem das vocalizações desse animal de hábito noturno. Elas são definidas como “fantasmagóricas”.
Os Diabos já viveram em todo continente Australiano, onde já foram encontrados fosseis em diversos locais. Hoje, porém, ele só é encontrado na região da Tasmânia. Acredita-se também que o dingo, que foi trazido na Austrália por pessoas Aborígines, foi um dos responsáveis pelo desalojamento do diabo do continente. Hoje, diabos-da-tasmânia são particularmente comuns no norte, leste e distritos centrais onde existe prática de agricultura (por exemplo onde existe ovelhas pastando também existe muita carne putrefata). Diabos tasmanianos podem ser vistos, em muitas áreas rurais e desertos, quando se dirige à noite lentamente ao longo de estradas secundárias. São vistos com facilidade no Asbestos Range National Park, Mt. William National Park, Cradle Mt. National Park, the Arthur River e na área dos lagos highland.
Esse animal é protegido por lei ambiental desde 1941, mas nos últimos anos vem sendo ameaçado por uma espécie de câncer que pode por fim a sua existência. Começam a acasalar aos 2 anos. Acasalam em março ou abril, e o jovem nasce maio ou junho. Gestação dura 21 dias. Machos e fêmeas vivem separados. A fêmea dá a luz 3 a 4 filhotes que medem 12 mm de comprimento. Ao contrário da maioria das fêmeas desta família, a bolsa marsupial fica completamente fechada durante todo o tempo em que os filhotes aí vivem.

Fontes: wikipedia, uol educação e saúde animal

poderosasdasemana

Paola Oliveira – merecendo ou não, ganhou o Dança dos Famosos…

Elizabeth Taylor – disse o que todo mundo pensou e ninguém teve coragem de dizer sobre o funeral de Michael Jackson

Farrah Fawcett – in memoriam

Ivete Sangalo – fez um dos melhores discos lançados no mercado este ano, Pode Entrar

Larissa Costa – a potiguar que quebrou a “guia” das gaúchas e mineiras e ganhou o Miss Brasil

tuttifrutiehortela

Impossível passar pela esquina das ruas Pernambuco e Ceará, na Pituba, de carro ou simplesmente a pé, sem ser abordado por meninos de rua. Constrangedor para ambas as partes. Especialmente para senhoras de idade que querem apenas se exercitar.

***

O pior é que muitas dessas crianças batem carteiras e roubam correntes e relógios na maior sem cerimônia. A pessoa que anda a pé tem que se sujeitar a ser humilhado em lojas e supermercados porque precisa andar desarrumado e sem nenhum pertence nas mãos.

***

Indo ao Salvador Shopping, melhor passar ao largo do Feito a Grão, balcão de lanches do piso L2. O cliente corre o risco de ser trocado pela primeira perua superproduzida que aparecer e sair sem lanchar. Pior: essa loja ainda cobra 10 por cento de serviço.

***

Cadê a Prefeitura e órgãos responsáveis? Há famílias inteiras morando nas ruas da Pituba. Será que não há um meio de dar a essas pessoas uma condição de vida mais digna e menos constrangedora?

***

Uma noticia boa para quem já está cansada de ser comparada a vilã de novela só por ter o cabelo longo, cheio e cacheado: a chapinha caiu de moda mesmo. Aliás, até as artistas de novela não estão mais espichando as madeixas.

***

Em compensação, é só ver nas revistas a bizarrice que a Chanel empurrou goela dos críticos adentro na Semana de Moda de Paris: uma maquiagem com excesso de preto em volta dos olhos em manequins pálidas, esquálidas e anorréxicas.

***

A cabelereira Nildes, depois de anos de serviço em outros estabelecimentos, está seguindo carreira solo e atendendo a clientela no seu novo Salão, no Design Center, Avenida Paulo VI, Pituba, com monte de novidades.

***

É bom evitar fazer compras no Superpão para evitar surpresas desagradáveis. Há poucos dias, uma consumidora foi comprar pão – em plena hora do pique – e foi surpreendida com uma ratazana passeando pelas prateleiras. Logo numa padaria chique? É a treva…

***

Inverno mais do que azul, superquente, com gente indo a praia (mesmo que as ondas andem mais revoltas). Sinais, sim, do aquecimento global. O assunto preocupa, mas as pessoas preferem fingir que não vêm nada.

***

O Bom Preço teve uma boa idéia, a de dar pequenos descontos para quem usa sacola retornável. Só que a maioria dos consumidores não está “nem ai” para a proposta. Talvez porque as sacolas sejam toscas, quase bizarras.

***

Quem sabe e mudando o modelito, usando umas cores mais transadinhas, e não aquela cor indefinida que mais lembra pano de chão sujo, as donas de casa se animem e saiam por ai ecologicamente corretas, porém na ultima moda.

***

Atenção, Transalvador, só lembrando nossa velha “encrenca”, Pedestre não paga multa mas vota. Está um horror andar a pé pela cidade. Principalmente quando peruas dirigindo falando no celular sobem nos passeios a toda velocidade para estacionar mais perto das boutiques.

***

A única atenuante para as madames é a de que elas realmente precisam saltar perto do destino (loja, salão, supermercado) não para não precisar carregar sacolas, mas principalmente para evitar o assédio de outras ameaças urbanas…

Todas as noites, no horário nobre, entre um número de dança indiana e um de gafieira, Tarso (Bruno Gagliasso) tem alucinações, ouve vozes, amanhece dormindo na praia. Caminho das Índias de Glória Perez, novela que a Rede Globo exibe às 21h mostra que o que a sociedade chama de “doido” ou “maluco” muitas vezes são pessoas que poderiam levar uma vida “normal” com a assistência adequada. Mas, o que a novela não mostra é que muito do comportamento humano é esquisito e que todo ser humano está sujeito a transtornos mentais de maior ou menor grau do que os mostrados na novela.

Maria de Fatima Dannemann

Einstein aparece em uma foto fazendo careta. Van Gogh cortou a orelha. Manias esquisitas, sim. Mas para o público eles são apenas gênios. A Princesa Diana foi internada várias vezes devido as crises de bulimia. Mas todo mundo só se lembra de sua “elegância” e “esbelteza”. No entando, se um vizinho começa a gritar ou xingar o prédio em frente em plena madrugada todos dizem que é porque ele é “doido”, uma “ameaça a sociedade” e deveria “ser internado”. O vizinho e Tarso, personagem de Bruno Gagliasso em Caminho das Índias, vive um problema que a sociedade esconde mas que está acometendo cada vez mais pessoas por uma série de fatores segundo dizem os psiquiatras: um transtorno mental.

Depressão, esquizofrenia, bulimia, anorexia, transtorno bipolar, TOC, fobias, síndrome de pânico, todo mundo está sujeito a elas segundo os médicos. O que impede, muitas vezes, o tratamento desses transtornos é o preconceito contra a atividade dos psiquiatras e psicólogos, o isolamento a que a sociedade impõe aos portadores dos transtornos, e até a crença de que a pessoa está “possuída” por algum “espírito ruim”. As vezes bastaria medicamento e terapia para que a pessoa revertesse o quadro negativo e voltasse a ter uma vida normal e produtiva.

Volta por cima

Doenças como a esquizofrenia são associadas ao mendigo de rua, ao “doidão” do colégio que fala arrastado, a mulher abandonada pelo noivo que jura ter mais de uma personalidade ou ainda ao cara que anda de chapéu pontudo dizendo que é Napoleão. O que muita gente nem desconfia é que mais de uma pessoa deu a sonhada volta por cima e um deles ganhou até o Prêmio Nobel. Foi o caso do matemático John Nash, norte-americano que sofria de esquizofrenia na adolescência, mas conseguiu reverter seu quadro e ganhar o Prêmio Nobel de 1994.

Glória Perez contou em entrevista antes da novela porque resolveu mostrar o mundo dos doentes mentais. “Bahuan, personagem do Márcio Garcia, é um intocável. Os nossos intocáveis são os pacientes que têm doença mental. As pessoas não gostam de chegar perto delas porque têm medo de ser agredidas, contaminadas”. Para escrever o drama de Tarso e o trabalho de Aida (Totia Meireles) e Dr Castanho (Stenio Garcia), Gloria foi ao Círculo Psicanalítico do Rio de Janeiro (CPRJ), Nise da Silveira, Pinel. “Percebi que quando se oferece a essas pessoas possibilidades para se expressarem, elas melhoram muito. Aliás, a banda Harmonia Enlouquece, do CPRJ, faz parte da trilha de Caminho”.

A psiquiatra Nise da Silveira, que Gloria homenageia na novela, era contraria a todo tratamento desumano ministrado aos doentes mentais. Nascida em Maceió, Alagoas, em 1906, ela morreu no Rio de Janeiro em 1999. Formou-se em Medicina na Bahia em 1926, única mulher entre 157 rapazes, mudou-se para o Rio em 1927 e em 1933 foi reconhecida como psiquiatra. Nise da Silveira foi militante da Aliança Nacional Libertadora( ANL). Durante a Intentona Comunista foi denunciada por uma enfermeira pela posse de livrosmarxistas. Esta denúncia levou à sua prisão em 1936 no mesmo presídio onde se encontrava preso Graciliano Ramos e ela se tornou personagem do livro Memória do Cárcere. Nos anos 50 ela fundou o Museu de Imagens do Inconsciente, e foi pioneira na psicologia junguiana no Brasil.

Mudanças

Os casos extremos existem e necessitam cuidados. Mas muitos dos hospitais mudaram o aspecto de “penitenciaria” que tinham antigamente. Hoje muitos desses serviços funcionam como hospital-dia. A pessoa vai, participa de tratamento, terapia, etc e de noite volta para casa. No entanto, Durante séculos as pessoas com sofrimento mental foram afastadas do resto da sociedade, algumas vezes encarcerados, em condições precárias, sem direito a se manifestar na condução de suas vidas. Mesmo assim, as atitudes negativas os afastam da sociedade de maneiras mais sutis, mas com a mesma efetividade.

Tarso tem a seu favor a irmã, o avô e a namorada. Tem, entretanto, duas poderosas forças contra ele. O pai, Ramiro (Humberto Martins) que agora finge que não vê e nada está acontecendo) e a mãe, Melissa (Christiane Torloni) que destila todo seu preconceito contra os transtornos mentais e a psiquiatria ao jogar fora os remédios e proibir que o filho continue a fazer terapia. Foi a pressão de Ramiro, que queria por que queria ver o filho trabalhando na empresa da família e os delírios da mãe em achar que nenhuma namorada estaria a altura de seu “príncipe” que levaram o personagem de Bruno Gagliasso à “loucura”.

A novela descreve apenas o problema de Tarso e de outros garotos com transtorno semelhante. Mas, quem for analisar o comportamento de outros personagens de outras novelas vai ver que, como diria a música Vaca Profana, de Caetano Veloso, de perto ninguem é mesmo normal. Raul se achava inferior ao resto da família e concordou até em simular sua própria morte. Os indianos não deixam de ter uma espécie de TOC ao evitar sombras para não ser “contaminados pelo dalits”. Christiane Torloni tem alguma fobia ao envelhecimento. E Zeca é o valentão que esconde algum tipo de fraqueza ou covardia. Na Malhação, Veridiana, a malvada, sofre de bulimia – que é tão transtorno mental quanto a esquizofrenia de Tarso. Sem falar as inseguranças, medos, depressão e transtornos alimentares que a televisão provoca no público em seu noticiário e até em programas mais “amenos”.

cestabasica

Médicos e outros profissionais de saúde recomendam que de vez em quando as donas de casa comprem novos itens de cama, mesa e banho – toalhas, lençóis, etc – por causa de bactérias e outros bichos “escrotos”. Preços de alguns desses itens:

Lençol 150 fios – solteiro – R$ 21,00

Lençol 150 fios – queen – R$ 33,00

Cortina Jacquard – R$40,00

Travesseiro (material não especificado) – R$17,00

Tapete para banheiro – R$ 40,00

Toalha de banho simples – R$ 13,00

Toalha de rosto siomples – R$ 6,00

Manta de Microfibra – de R$ 120,00 (solteiro) a R$ 230,00 (king size)

Jogo de banho 5 peças chenille – R$ 115,00

Fonte: média de preços em lojas de Salvador, pesquisa realizada pela autora da coluna, Jornalista Maria de Fatima Dannemann em junho de 2009

Image3

Bizarro. Assim se define o furdunço que se criou em torno do funeral de Michael Jackson esta semana em Los Angeles. A ultima de algumas midias foi de inventar que o cantor não foi enterrado. Não foi enterrado nas vistas do público. Para este, o circo montado num estádio e transformado em megashow. Se isto agradaria ou não ao astro, não se sabe. Mas não agradou a Elizabeth Taylor que deitou falação contra e não compareceu a fest… ops, a cerimônia.

***

Enquanto isto, as TVs interrompiam toda a sua programação. Por conta do enterro de Michael não teve Sessão da Tarde, Vale a Pena ver de novo, Marcia Goldschmidt e todos os outros programas que enchem a grade das emissoras (e em alguns casos a paciência dos espectadores, já que a programação vespertina das TVs vai de mal a pior).

***

E a tradução simultânea? Na Globo estava uma “chose de loque”. A moça traduzia os discursos e o repórter consertava. A tradutora chegou a confundir as palavras “amusing” e “amazing” e traduzir um pelo outro. Pegou mal.

***

Enquanto isto, Malhação e a novela das seis vão de mal a pior. Uma já deu o que falar e a outra é uma reprise de uma historia que não tem nada a ver, apenas uma tentativa talvez de homenagear Pantanal (esta sim, um sucesso, daqueles que só se escreve uma vez)

***

Paulada na moleira da Globo e de toda a midia foi Dunga e o Brasil faturarem a Copa das Confederações com um time bom, coeso e sem nenhuma das “estrelas” (apagadas, aliás) impostas pelos patrocinadores. Não precisou de nenhum fenomeno, nenhum imperador, nem nenhum gaucho pra ganhar o jogo. Mas – sempre tem um mas, infelizmente – já estão que nem urubu agourando a sorte do Brasil na Copa de 2010. É… realmente ninguem gosta de ver ninguem bem… Ainda mais quando não se participa diretamente das coisas.

***

E alguem comentou: e se em vez de Michael Jackson tivesse sido Roberto Carlos? Bom, ainda bem que não foi…

agendazen

l Celebração Especial– em comemoração a seu aniversário, a terapeuta holística Denise Dinigre realiza uma série de eventos especiais como meditação da manhã, circulo de mulheres, astroterapia, mahalila e a proposta de dois novos oráculos. Durante todo o dia, no sábado, 16 de julho, na Rua Metódio Coelho, 105 – Edf Liberal Center, Sala 103 Cidadela – Salvador/Ba. Informações pelos telefones 71 9925-4397 / 71 3379-2641.

Yoga Tradicional – Hatha Yoga, Raja Yoga , Jñana Yoga, Mantra Yoga e outras estão nas aulas de yoga tradicional com o Professor Adrian Vilas Bôas. Locais das Aulas: Projeto Espaço – Rua Ilhéus, 258 – Parque Cruz Aguiar (em cima do Jequitibar Grill) Rio Vermelho, ou a domicilio e em empresas. Informações pelo tel.: (71) 8804.0110


Escolinha de Meditação
– escolinha dominical da Self-Realization Fellowship em Salvador sempre aos domingos a partir das 9 horas. Quaisquer crianças entre 04 e 12 anos podem participar. Para maiores esclarecimentos, procure a secretaria do centro Rua Manoel Marques, 90. Federação. telefone: 3332-3151


Personal Diet
– A nutricionista Sandra Carla Fernandes dos Santos desenvolve trabalho em nutrição para toda a família visando melhorar a qualidade de vida. O personal diet tem como atividades orientar as compras de alimentos, estoque, armazenamento, rotinas de higienização, montagem de cardápio, técnicas de preparo para uma alimentação saudável. Endereço e telefone Cliderme Clínica de Dermatologia e Medicina Especializada Ltda. End.: Av. Antônio Carlos Magalhães, 585, edif. Luiz Pasteur, S1202 Itaigara, Salvador, BA Tel.: 3359-0016

mais acessados

  • Nenhum

Fotki

Twitter

    follow me on Twitter

    Páginas

    julho 2009
    S T Q Q S S D
    « jun   ago »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    2728293031  
    Anúncios