tuttifrutiehortela

Impossível passar pela esquina das ruas Pernambuco e Ceará, na Pituba, de carro ou simplesmente a pé, sem ser abordado por meninos de rua. Constrangedor para ambas as partes. Especialmente para senhoras de idade que querem apenas se exercitar.

***

O pior é que muitas dessas crianças batem carteiras e roubam correntes e relógios na maior sem cerimônia. A pessoa que anda a pé tem que se sujeitar a ser humilhado em lojas e supermercados porque precisa andar desarrumado e sem nenhum pertence nas mãos.

***

Indo ao Salvador Shopping, melhor passar ao largo do Feito a Grão, balcão de lanches do piso L2. O cliente corre o risco de ser trocado pela primeira perua superproduzida que aparecer e sair sem lanchar. Pior: essa loja ainda cobra 10 por cento de serviço.

***

Cadê a Prefeitura e órgãos responsáveis? Há famílias inteiras morando nas ruas da Pituba. Será que não há um meio de dar a essas pessoas uma condição de vida mais digna e menos constrangedora?

***

Uma noticia boa para quem já está cansada de ser comparada a vilã de novela só por ter o cabelo longo, cheio e cacheado: a chapinha caiu de moda mesmo. Aliás, até as artistas de novela não estão mais espichando as madeixas.

***

Em compensação, é só ver nas revistas a bizarrice que a Chanel empurrou goela dos críticos adentro na Semana de Moda de Paris: uma maquiagem com excesso de preto em volta dos olhos em manequins pálidas, esquálidas e anorréxicas.

***

A cabelereira Nildes, depois de anos de serviço em outros estabelecimentos, está seguindo carreira solo e atendendo a clientela no seu novo Salão, no Design Center, Avenida Paulo VI, Pituba, com monte de novidades.

***

É bom evitar fazer compras no Superpão para evitar surpresas desagradáveis. Há poucos dias, uma consumidora foi comprar pão – em plena hora do pique – e foi surpreendida com uma ratazana passeando pelas prateleiras. Logo numa padaria chique? É a treva…

***

Inverno mais do que azul, superquente, com gente indo a praia (mesmo que as ondas andem mais revoltas). Sinais, sim, do aquecimento global. O assunto preocupa, mas as pessoas preferem fingir que não vêm nada.

***

O Bom Preço teve uma boa idéia, a de dar pequenos descontos para quem usa sacola retornável. Só que a maioria dos consumidores não está “nem ai” para a proposta. Talvez porque as sacolas sejam toscas, quase bizarras.

***

Quem sabe e mudando o modelito, usando umas cores mais transadinhas, e não aquela cor indefinida que mais lembra pano de chão sujo, as donas de casa se animem e saiam por ai ecologicamente corretas, porém na ultima moda.

***

Atenção, Transalvador, só lembrando nossa velha “encrenca”, Pedestre não paga multa mas vota. Está um horror andar a pé pela cidade. Principalmente quando peruas dirigindo falando no celular sobem nos passeios a toda velocidade para estacionar mais perto das boutiques.

***

A única atenuante para as madames é a de que elas realmente precisam saltar perto do destino (loja, salão, supermercado) não para não precisar carregar sacolas, mas principalmente para evitar o assédio de outras ameaças urbanas…