naja1

Em Caminho das Índias, novela das 21h da Rede Globo, vira e mexe Surya e Maya (Cleo Pires e Juliana Paes) se estranham e se xingam: “naja”. A cobra indiana, vista em filmes e desenhos animados nas cestas de encantadores de serpentes, é muito mais venenosa do que a pior das sogras ou a mais invejosa das cunhadas de novelas. A naja é um gênero de cobras da família Elapidae natural do sul da Ásia e da África.

Também conhecida como cobra-indiana ou cobra capelo, a naja é um animal peçonhento, agressivo e muito perigoso. Algumas espécies têm a capacidade de elevar grande parte do corpo e/ou de cuspir o veneno para se defender de predadores a distâncias de até dois metros. A naja-indiana tem grande participação na mitologia da Índia. É a cobra famosa que os encantadores de serpentes exibem nas praças públicas. Na realidade, a cobra não responde ao som da flauta do encantador, porque, como todas as cobras, ela não tem ouvidos. Seu veneno é bastante violento, tem efeito semelhante ao de curare, substância com que os indígenas da América do Sul envenenavam suas flechas.

Estes répteis habitam preferencialmente terrenos agrícolas ou florestas.
Possui um veneno muito forte, fazendo por isso, todos os anos, muitas vítimas, já que se encontra principalmente em zonas agrícolas. Os trabalhadores rurais que são mordidos durante o seu trabalho. Muitas vezes eles nem percebem o acontecido só caindo na realidade quando os sintomas aparecem e ai é para serem salvos. A dieta destes animais consiste basicamente em pequenos roedores, lagartos e sapos que encontram com muita facilidade nas zonas cultivadas, principalmente campos de arroz. A naja não está ameaçada de extinção apesar de não ser, exatamente, amiga do homem.

Fontes: wikipedia, saúde animal, bicharada.net