Um dos animais mais apreciados do mundo é o cavalo. Este mamífero hipomorfo, da ordem dos ungulados, uma das sete espécies modernas do gênero Equus, está ligado a aventuras, romances, guerras, política, amores, literatura, poesia. São da mesma familia das zebras e dos asnos e servem não somente para transporte como para atividades esportivas, trabalho e até mesmo em terapias de apoio a pessoas deficientes.

Para as feministas, uma surpresa: os cavalos vivem em bandos liderados por fêmeas. Para os atletas outra noticia: eles usam uma complicada linguagem corporal para se comunicar uns com os outros. O cavalo teve, durante muito, tempo um papel importante no transporte; fosse como montaria, ou puxando uma carruagem, uma carroça, uma diligência, um bonde, etc.; também nos trabalhos agrícolas, como animal para a arar, etc. assim como comida. Até meados do século XX, exércitos usavam cavalos de forma intensa em guerras: soldados ainda chamam o grupo de máquinas que agora tomou o lugar dos cavalos no campo de batalha de unidades de “cavalaria”, algumas vezes mantendo nomes tradicionais (Cavalo de Lord Strathcona, etc.) Um puro sangue ingles chega a correr 60 km/h!!!

Em três momentos o cavalo foi introduzido inicialmente no Brasil: a primeira leva veio em 1534, na Vila de São Vicente; a segunda, em Pernambuco, em 1535; a terceira, na Bahia, trazidos por Tomé de Sousa.

Polo – recentemente na novela Caminho das Indias, Bahuan e Raj foram vistos jogando polo. Pouco divulgado no Brasil, este é um esporte arrojado jogado por homens montando cavalos e impulsionando uma pequena bola com longos tacos até fazer gols. O jogo é dividido em quatro tempos de sete minutos e meio. São usados como base animais da raça Petizo de Pólo, que, quando cruzada com outros, gera animais com diferentes potenciais. Nos Estados Unidos, pro exemplo, são cruzados Petizo de Pólo com o PSI (Puro Sangue Inglês), resultando em animais maiores e mais velozes. Atualmente o pólo é praticado com regularidade em mais de 50 países, tais como Argentina, Estados Unidos, México, Reino Unido, Austrália, Nova Zelândia, Brasil, Irlanda entre outros.

– Cavalos famosos

Silver – O Cavalo do Zorro, o cavaleiro solitário
Tornado – cavalo do Zorro (do sargento garcia)
Trigger – cavalo do Roy Roggers
Rocinante – o magrelo cavalo de Dom Quixote
Hasufel – cavalo de Aragorn de O senhor dos aneis
Bucefalo – cavalo de Alexandre o Grande
Incitatus – transformado em cônsul por Caligula
Marengo – o “cavalo branco” de Napoleão que era, na verdade, uma égua
magnólia – de George Washington
Sleipnir – cavalo da mitologia nordica
Pégasus – famoso cavalo alado da mitologia grega

Maria de Fatima Dannemann