De repente, deu vontade de voltar a escrever sobre a Tunisia. Foram muitas imagens. Algumas, intraduziveis. Outras assim, como essa da foto: uma fantasia para os olhos.

Essa profusão de mar e céu azul – lindos por sinal – é Djerba, uma ilha mágica. Dizem que Ulisses esteve por lá nas aventuras contadas na Odisseia. Foi lá que ele teria encontrado as sereias que, longe de serem bonitas, eram seres monstruosos que atraiam os marinheiros com a voz.

Seja como for, Djerba ainda atrai navegantes, traseuntes, turistas. É uma ilha que mistura o ecossistema do deserto (com tamareiras, oasis, etc) com o Mediterraneo. Tem longas praias de águas muito tranquilas e muito azuis e um aqueduto construido pelos romanos que traz agua dos Montes Atlas até lá. Hoje, pode não haver sereias por lá. Mas há ceramistas fazendo trabalhos belíssimos (e baratos), boa comida com frutos do mar, resorts internacionais, souks diversos e povos bérberes que ainda mantém tradições antigas.

Anúncios