sky1.jpg

Ilha de Skye, lá nos cafundós do norte da Escocia: porque na noite do Halloween, é preciso um clima de brumas de Avalon.
Visitei o castelo do clã Mc Donalds, uma destilaria de whisky, mas o que me chamou atenção foi a quantidade de lagos de água salgada. Ah, e um certo ar de magia. Um sol meio de lado, furando as nuvens com lindos raios… Meses depois, passando por outro lago, o Dique do Tororó, escrevi isto aqui:

Canto para as águas mansas

Fatima Dannemann©

Dorme o lago cercado por montanhas
Sombras que ameaçam
Brisa que murmura

Que mistérios existem em suas entranhas?

As brumas que lhe encobrem
são véus
de nuvem com ares de céu

Que monstros e mitos se encobrem sob tuas ondas?

Uma nesga de sol
rasga suas águas…
Molha de luz a superfície gelada
e é como espada
a rasgar a carne inerte

Que luas te banham de prata?

Gaivotas gritam
Cisnes deslizam no silêncio
Um barco apita

Será que dentro do lago existe vida?

O vento beija a água
uma onda se arrepia
e quebra na margem
borbulha…
Um canto de água que chega ao céu
e explode na terra

E as águas do lago correm mansas
a elas pouco importam tempo e espaço
ontem, hoje ou amanhã
A elas só importa o vento…
seu vai e vem
e vai e vem…