You are currently browsing the daily archive for setembro 18, 2007.

sky1.jpg

Ilha de Skye, lá nos cafundós do norte da Escocia: porque na noite do Halloween, é preciso um clima de brumas de Avalon.
Visitei o castelo do clã Mc Donalds, uma destilaria de whisky, mas o que me chamou atenção foi a quantidade de lagos de água salgada. Ah, e um certo ar de magia. Um sol meio de lado, furando as nuvens com lindos raios… Meses depois, passando por outro lago, o Dique do Tororó, escrevi isto aqui:

Canto para as águas mansas

Fatima Dannemann©

Dorme o lago cercado por montanhas
Sombras que ameaçam
Brisa que murmura

Que mistérios existem em suas entranhas?

As brumas que lhe encobrem
são véus
de nuvem com ares de céu

Que monstros e mitos se encobrem sob tuas ondas?

Uma nesga de sol
rasga suas águas…
Molha de luz a superfície gelada
e é como espada
a rasgar a carne inerte

Que luas te banham de prata?

Gaivotas gritam
Cisnes deslizam no silêncio
Um barco apita

Será que dentro do lago existe vida?

O vento beija a água
uma onda se arrepia
e quebra na margem
borbulha…
Um canto de água que chega ao céu
e explode na terra

E as águas do lago correm mansas
a elas pouco importam tempo e espaço
ontem, hoje ou amanhã
A elas só importa o vento…
seu vai e vem
e vai e vem…

Anúncios

tinta.jpg

Canetas tinteiros as vezes provocavam acidentes nas fardas colegiais…
Caneta tinteiro é lindo, mas para quem só quer tirar uma onda em casamento, esnobando a caneta do padre ou juiz para mostrar que se acha. É o telefone celular dos materiais dos executivos. não, não. É mais que um telefone celular. Digamos que o celular é o fusca, a caneta tinteiro, assim de ouro, é o porsche. Fusca (ainda que muitas vezes seja chamado por um modelo da Ford, Fiat, Peugeout, Citroen) todo mundo tem. Mas Porsche até na Alemanha é caro. Como caneta tinteiro assim de ouro: até como herança é caro…

celta

the tall towers where falcons build their nest…
ouvi essa frase numa canção irlandesa… aliás, tenho ela aqui em CD e em mp3. Vira e mexe ouço de novo… Me vejo nos pubs em Dublin, Killarney, Adare, Limmerick e eu sei lá mais onde andei… Só sei que voltei mas um pedaço de mim ficou na Irlanda. Ah, o país nem tem nada demais, é pequeno, falta tudo… Não é como a Holanda que tem aquele cross over entre modernidade-tradição, artesanato-tecnologia que impressiona e emociona. Mas tem algo como a Holanda, sim. Acho que é a alegria. A Irlanda é mágica. Com duendinhos nas lojas de brinquedo, trevos nas joalheirias e uma harpa nas moedas.
(alem de ser a terra de minha amada cerveja Guiness, of course)

Indefinidos
Alguns dias são assim rosa… rosa porque na verdade são indefinidos… não chove, não faz sol, as cores ficam esmaecidas. não que o rosa seja esmaecido. mas é que é um rosa que esconde, ou reune, sei lá, todas as outras cores.
E esse dia rosa, na verdade, apenas retrata a vida. Vida que fica assim: indefinida, em suspenso… As emoções paradas no ar. Como uma praia em que as ondas nem quebram porque os rochedos impedem. Ah, mas o ser humano não é praia, nem tem rochedos… Que as ondas venham e lavem todos os males deixando a areia lisa como um jardim zen.

Fotki

Twitter

    follow me on Twitter

    Páginas

    setembro 2007
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    Anúncios