Tava almoçando e pensando umas coisas, vejam só.

A gente liga para alguem. Mas esse alguem não está. A pessoa que atende, geralmente secretárias, respondem:
– Dr Fulano não se encontra
Dá vontade de responder: “Tadinho, ele está perdido, sem eira nem beira, não se encontra? Chamou o psiquiatra?”

Outra, a gente ouve no telefone “você me retorna a ligação…”
pensei numa cena bizarra. O cara desliga o telefone. passa um tempo toca a campainha… dlin, dlooooooon
aparece um panaca com um telefone na mão: “olha aqui a ligação que você pediu para retornar, mas eu acho que roubaram o fio no ônibus”

Ligamos para o suporte do Velox ou para outro setor de reclamações de qualquer outra empresa:
– deseja alguma reclamação?
(essa eu falei): “não, liguei para perguntar como vai sua mãe”…

numa loja tipo a Zara (metida a besta, cara mas com mais pose e fama do que merece), com produtos na mão, indo para o caixa:
– você deseja comprar alguma coisa?
(me perguntaram mesmo… deixei sem resposta)…

outra: dá para fechar a porta por causa do cachorro
a empregada do primeiro andar: ele não morde não
de novo: dá para fechar a porta por causa do cachorro
a empregada: ele não morde não
na terceira: anta, eu não perguntei se ele morde…
ela: ce quer que feche a porta, é?
(aconteceu mesmo, no primeiro andar onde tem um poodle insuportável e que morde mesmo)

– tem shampoo pra cabelo bonito?
– não, mas tem pra ponta ressecada
– eu quero um shampoo para cabelo bonito, normal, que não precise nada?
– ah, pra frizz? ou para chapinha?
– anta, eu por acaso dou chapinha no cabelo?
– ah, seu cabelo é bom assim mesmo, é? (de novo, aconteceu mesmo, no Shopping Salvador, quando acaba – culpa das peruas que vivem fazendo escova progressiva. quem não faz nada, como eu, sofre: ninguem acredita)

quem quiser enriquecer a lista,
esteja a vontade

Anúncios